05/10/2019

A Leveza do meu Ser!

Está em meu corpo e em minha alma
essa leveza sonhada,
 algumas marcas de minhas lutas
objetivas e subjetivas, 
que ainda estão em andamento nessa vida,
embora eu não acredite em sofrimento,
pois aprendi, desde menina que, 
se nasci, se estou por aqui, 
é por eu ter tido a oportunidade 
disso, sempre digo, venci!
Substitui o tempo que gastaria 
ruminando sofrimento,
por regozijo de saber 
que tomei as devidas resoluções,
as coloquei em prática, 
realizei meus sonhos!
Rodeada de muito mais gente, 
embora fique mais contente, 
sozinha em meu canto habitável,
mas sou sociável, 
tenho de sentir a vida,
sentir que nunca estou sozinha!
Minha evolução
não se conta em cicatrizes,
mas na leveza 
do meu ser!

Ivone









20 comentários:

  1. Boa tarde de Sabado, querida amiga Ivone!
    "Substitui o tempo que gastaria
    ruminando sofrimento,
    por regozijo de saber
    que tomei as devidas resoluções,
    as coloquei em prática,
    realizei meus sonhos!"
    Quem o consegue e muito feliz.
    Parabens pelo texto e pela leveza de alma!
    Tenha um excelente final de semana!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde querida Ivone
    Que bom que se sinta assim, a leveza da alma deve sempre existir, um lindo e abençoado més de outubro. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  3. Querida Ivone
    Tão lindo e com uma positividade encantadora
    Apaixonei-me por tuas bela poesia minha amiga
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. La trovo una bella poesia.
    Buona serata.

    ResponderExcluir
  5. E é essa leveza que te faz sempre ponderada e querida... Precisamos dela! Gostei muito! bjs, ótimo domingo! chica

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde de Sabado, querida amiga Ivone!
    "Substitui o tempo que gastaria
    ruminando sofrimento,
    por regozijo de saber
    que tomei as devidas resoluções,
    as coloquei em prática,
    realizei meus sonhos!"
    Quem o consegue e muito feliz.
    Parabens pelo texto e pela leveza de alma!
    Tenha um excelente final de semana!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Sempre em grande com as reflexões. Adorei :))

    Hoje:- Sinto que nas nuvens estão ausentes |Poetizando e Encantando|

    Bjos
    Votos dum óptimo Domingo.

    ResponderExcluir
  8. Ivone, interpretando, mesmo subjectivamente, o interessante poema é assim: "não coisas boas nem más, nós é que devemos fazê-las boas".
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Que lindo Ivone! E eu sempre disse isso, que seus textos e a pessoa que você transparece por eles, é de uma pessoa alegre, gentil e leve!
    Aplausos!!!

    ResponderExcluir
  10. "Rodeada de muito mais gente,
    embora fique mais contente,
    sozinha em meu canto habitável,
    mas sou sociável,
    tenho de sentir a vida,
    sentir que nunca estou sozinha!
    Minha evolução
    não se conta em cicatrizes,
    mas na leveza
    do meu ser'!
    Uma leveza há em seu poetar amiga Ivone!
    Amei.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga Carmem, pelo carinho e visita sempre bem vinda!
      Abraços apertados! 😙

      Excluir
  11. Um belo e positivo texto de que gostei bastante minha amiga e aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querido amigo Francisco!
      Abraços apertados!

      Excluir
  12. Um texto intimista transbordando positivismo.

    Destaco: "Minha evolução
    não se conta em cicatrizes,
    mas na leveza
    do meu ser!"

    Grata pela leveza da leitura. Gostei demais!
    Abraço e bom findi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga Diná!
      Que bom que gostaste!
      Abraços apertados!

      Excluir
  13. Olá! Que a leveza contagie o mundo todo, pois necessitamos destas plumas de luz! beijos

    ResponderExcluir
  14. Excelente poema, querida Ivone!

    Sabe, eu também penso como você. Acho que ninguém nasceu para sofrer, mas mta gente sofre, como a gente sabe. porquê, pergunto muitas vezes, mas cada qual dá sua resposta.

    Será que por termos leveza de "alma", nosso físico está de bem com ele mesmo? Talvez, penso eu.

    Tenho pouquíssimas amizades e gosto mto do meu espaço, também. Não sou mto sociável, te digo. Converso, mas não extrapolo.

    Beijos e dias bem felizes, a seu jeito.

    ResponderExcluir
  15. A leveza do teu ser,
    imponderável (sem peso)
    É grande farol aceso
    Que te faz resplandecer

    Como um astro com poder
    De iluminar o desprezo
    Às maravilhas e o leso
    Iluminismo ao prazer.

    A humildade do ser
    É o mais alto grau do saber
    Pelo ser ser; e não ter

    Buscado a glória que invade
    Sempre a mediocridade
    Sem luz e quer claridade!

    Parabéns, amiga Ivone pelo teu belíssimo poema! Quem faz poesia ajuda Deus a propagar a luz que alegra a alma. Ontem foi o Dia do Poeta. Tardiamente, meus parabéns, poetisa! Grande abraço! Laerte.

    ResponderExcluir

Meus amigos e visitantes, obrigada pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler, visitarei a cada um em forma de retribuição pela amizade que pra mim é fundamental, beijos e abraços apertados!

Ivone H Sato