17/03/2014

POEMA DO BOM PRESSÁGIO!

Não é por visão nem por premonição
que tudo será de modificação
dos tempos vindouros somente o que é bom
que tudo se renovarão para o bem!
Do futuro não há o que poderá
prejudicar quem em si confiar!
Que tudo foi dado de antemão até
o sonho que é a projeção da mente!


Mente consciente do mundo presente
sem medos e nem sombras de coisas
transgressoras dos bens de direito
que preteritamente safou
por ser de professo que há de voltar
o mundo novo se concretizará
com bons presságios reverberantes
corroborar é de bom tempo promissor!


Quem crer que pode melhor viver
com todos os seus irmãos festejar
as boas colheitas sazonadas
que de todo será sanada o mal,
todas as dores superadas!
E tudo em seu contento
que por isso é de esperado
do ser que é bem intencionado!


Flexibilidade é o suporte de quem
prosperar quer pelo bem do Todo!
Severidade é uma inutilidade
por nada e nem os da Divindade
usar este meio para teologicamente
fazer crer no que não é crível!
Milagre? Só se for a Vida!
A Vida pela própria Vida!


Humanidade, esperança e fé são,
o que hão de se ter para melhor
o futuro que não há, por ser o ontem.
não ter sido bem projetado pela liberdade
de escolhido com cuidado e zelo
do engendro não ter sido prestes
pelo astuto e próspero engenheiro!
Comece agora a engendrar então!


Para tempo dar de o futuro próspero
começar agora neste instante!
Com pensamento firme e constante
por mesmo que demore e sem pressa
hão de conseguir sem cortar a corrente
dos bons fluidos prevalecente!
Em mente estão e em mente firmarão
o bom e tenaz alicerce do que é bom!

Ivone

(Esse poema foi praticamente ditado, nossa, só corrigi os erros ortográficos, ainda rapidamente para não perder o "fio da meada", quase uma psicografia, adoro essa minha sintonia com "espíritos amigos", amo isso, bendita mediunidade, portanto é um poema em "coautoria")

35 comentários:

  1. Bom dia querida Ivone.. grato pelo teu comentário.. gosto daqui pela leveza.. e realmente quis alertar de uma maneira suave.. de que adianta vc seguir 290 blogs ou mais ou menos se a metade não se pode sequer ler o que a pessoa postou.. claro que cada um é livre e não é esse o problema mas a gente vai nos blogs para ler.. pelo menos eu e a maioria.. imagens pesam muito e música nem se fala.. blogs com música evito para não ficar na mão aqui...
    sobre tua poesia.. de grande verdade e certamente algo muito elevado, é bom o que te foi passado, estou a escrever uma história que aborda a transformação.. ela esta a caminho, quem desejar que siga quem quiser continuar sofrendo tem seu livre arbitrio para sofrer.. abração e até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Samuel, também não gosto muito de ficar a esperar para poder acessar, blogues pesados não há como entrar!
      A simplicidade é boa, sou roda a favor do que for simples e fácil, adoro ler, mas quando encontro dificuldades desisto, gostei sim do seu alerta, sei que não foi pra mim, mas quem sabe outros blogues possam repensar sobre isso não é mesmo?
      Sim meu amigo, tenho "meus amigos" que adoram interagir comigo, quando deixo fica essa maravilha, depois então me sinto leve como uma pluma, "eles" me reenergizam!
      Essa fé na Vida não me foi dada em vão, tenho as provas do bem que é viver!
      Abraços e obrigada pelo carinho por aqui sempre!

      Excluir
  2. Que beleza de poema e sabê-lo com essa co-autoria, lindo!! beijos,ótima semana, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Chica, que bom que gostastes, vamos crer, eu creio cegamente no bem do porvir!
      Abraços!

      Excluir
  3. Oi Ivone, vamos torcer.
    Eu não acredito mais em nada.
    Dê uma olhada no meu bloguinho, hoje fiz uma postagem crítica: Mundo dos Inocentes.
    Quiçá...
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena amiga Dorli que por coisas externas tenhas perdido a sua fé interna!
      Abraços e tenhas bons dias!

      Excluir
  4. Notícias alvissareiras, amiga Ivone. Muito bom recebermos boas notícias, e ao mesmo tempo, termos a consciência de que a maldade, ou melhor, os desacertos humanos, fazem parte das etapas provisórias do nosso aprendizado, na escola mundana. Tudo mudará para melhor, desde que não fiquemos parados, inertes, até porque é como a amiga tem dito: a mudança começa dentro de nós.
    Um abração. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade meu amigo, 'eles" veem muito além e podemos acreditar, embora nem estejamos mais por aqui quando tudo o que for enunciado como dissestes, alvissareiras notícias, mas mesmo assim como a vida é eterna, que demore o tempo que tiver de demorar, um dia tudo será isso tudo que "nossos amigos" que trabalham "do outro lado", veem, eles veem e no´s um dia veremos!
      Abraços!

      Excluir
  5. Boa tarde Ivone
    Sempre um gosto lê-la
    Adorei o texto...

    Deixo um beijo, e uma semana Feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga Cidália, eu gosto que gostes, abraços apertados!

      Excluir
  6. Ivone, o poema é coadjuvante, mesmo de bons pressagos. A vida nele vem homenageada. E fato, que de tudo é a vida o mais importante. Eu que a diga; Serei das raras pessoas a que vida deu segunda oportunidade. DANIEL MILAGRE, é a minha homenagem a ela e também ao meu grande desejo de viver. Dado que o hospital, me mandou, para casa em estado terminal, onde estive cerca de quaro meses em semi coma.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Daniel, sei bem como é isso!
      Quando se tem fortes razões para se viver se vive, mesmo depois de grande prova de que não é fácil morrer como a maioria costuma dizer, "para morrer basta estar vivo", não acredito nessa crença popular, morrer é muito difícil, só se vai daqui quando for de fato bem decidido!
      Abraços meu amigo e fico feliz que estejas por aqui, com saúde e fé, disposição e tudo o que há de bom!

      Excluir
  7. Como sempre Ivone os seus poemas tocam a nossa alma pela sua tão grande sensibilidade.
    beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga Maria, que bom que gostastes!
      Abraços!

      Excluir
  8. Oi tia Ivone,
    Aqui não posso falar sobre a postagem do bloguinho, mas é só procurar na internet e ver a barbárie que fazem com os pobres da seca.
    As crianças mandam
    Beijos
    Mundo dos Inocentes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Dorli, sei bem como é isso, infelizmente esse quadro não mudará tão cedo, é uma pena!
      Mas acredito que tudo piora bastante até que um dia as autoridades possam, (quem sabe?!) acordar para a triste realidade!
      Não sou alienada, simplesmente é assim nesse país e em muitos outros também!
      Abraços!

      Excluir
  9. Ivone, os bons presságios fazem parte da evolução espiritual de cada um. Creio e os sinto. Portanto, é esperar cultivando bom terreno para que brotem bons presságios em nossa vida.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Verdade amiga Célia, os "bons amigos" querem também evoluir e nos ajudam e muito, acredito nisso também!
    Abraços minha amiga sempre bem vinda!

    ResponderExcluir
  11. Que SAUDAE hein, que bom "ver" você de novo, LINDO POEMA

    ResponderExcluir
  12. Saudade mesmo meu bom amigo Marcos, obrigada pelo carinho da visita, amigos mesmo virtuais são caros, nos dão alento em continuar os nossos intentos que são boas comunicações!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Maravilha de escrito Ivone parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga Patrícia, que bom que gostastes, beijos!

      Excluir
  14. Oi Ivone, vamos plantando o bem, com certeza vamos colher num futuro bem próximo.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim meu amigo Carlos, estar no bem, viver o bem, o futuro pode nos parecer que nunca vai se resolver, mas é uma visão deturpada que temos, crer na vida e seguir com fé!
      Abraços!

      Excluir
  15. Oi amiga Ivone,ser sensitiva não é para qualquer pessoa.
    Você é maravilhosa.
    Bjs e obrigada pela visita
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  16. Obrigada Carmem, embora nem sempre seja fácil entender as mensagens que nos passam, pois é preciso mesmo estarmos bem sintonizados, a mensagem foi um pouco difícil pelas palavras serem antigas, mas no fim deu para perceber que tudo começa na hora em que nos conscientizamos, começar hoje, agora e fará diferença somente lá na frente, criar o futuro é mesmo assim, "eles" veem como se estivessem em uma montanha, assim dá para ver toda a estrada, pois quando estamos nela vemos só alguns metros ou pouco mais!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Sintonizada sempre estas, lindo.
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir
  18. Oi Ivone, eu passei um comentário aqui, não sei se foi, pois deu erro.
    Mais a tarde volto, se não foi faço outro.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  19. Voces estão de parabens , sempre e bom ler um poema que fala coisas boas !
    Adorei conhecer seu blog

    ResponderExcluir
  20. Obrigada Lidia! Amei que tenhas gostado!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. É um privilégio receber essas mensagens e lhes dar vida. Sempre apresentam conteúdo reflexivo e um clamor à fé e à esperança. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pra mim um grande bem, sempre gosto de dizer que há coautoria.
      Sempre digo que muitas coisas que aprendi e vivo, devo aos "bons amigos" que estão sempre por perto a me intuir e ajudar,"eles" não assinam, mas o que importa é sempre a boa mensagem!
      Abraços!

      Excluir
  22. Esse poema parece ser promessa de um mundo melhor. E vai ser.
    Se surgir outro espírito poeta aí de plantão, manda pra mim, é serio. Vou gostar.
    Ivone, beijos!

    ResponderExcluir
  23. É auspicioso mesmo!
    A "ligação" vem sempre de "lá" para "cá", portanto...
    Abraços amiga Shirley.

    ResponderExcluir

Meus amigos e visitantes, obrigada pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler, visitarei a cada um em forma de retribuição pela amizade que pra mim é fundamental, beijos e abraços apertados!

Ivone H Sato