06/10/2011

DOCE SAUDADE!

Cade aquele olhar,
que sempre me fez viver a sonhar!
Cade aquele colo que me dava consolo 
na hora do choro?
Choro de todos os momentos 
em que eu sentia medos!
Medos da vida, da morte, do bicho papão,
que me contavam de montão,
meu avô e minha avó paternos, me lembro bem!
Eles me queriam bem, mas tinham tantos 
outros netos, pois é, eu queria-os só para mim!!!
Aprendi que não era assim, não era assim!!!
Viver é isso, tentar entender o que se tem de entender
para um dia mais tarde não sofrer!!!
Não sofro, não sou egoísta, não sou dependente 
de nada e muito menos de gente!!!
Tive uma mãe que sofrera todas as dores 
do mundo ao se ver órfã de pai e mãe, 
criou cinco irmãos menores ela tinha quinze anos!
Me contava sempre sua história! 
Sempre havia um sorriso em seu rosto, 
uma palavra amiga, um consolo para as amigas!
Sendo assim eu tive desde sempre 
alguém para me dar exemplos de bem viver
sem medo de sofrer! Sem medo de sofrer!!!
Minha mãe querida que sempre foi 
minha melhor amiga, se foi faz tempo
muito tempo! Sem ela para eu abraçar, 
mas sei que está a me olhar!
Faz vinte e um anos essa doce saudade!!!




Ivone H Sato

6 comentários:

  1. De saudades doces e ternas, também nos alimentamos! Nossos entes queridos velam por nós! São nossas raízes!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Sim Célia, querida amiga, obrigada por sua visita e comentario!
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Marcoso,lindo isso! Eu adoro ter você aqui nesse blog que é para pessoas assim como você!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Sentir saudades nos faz crescer
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Sim meu amigo, eu sinto muita saudade!!!
    Cresço a cada dia nessa saudade infinda!!!
    Sinto saudade de meus pais, "eles se foram faz tempo"!!!
    Estão em bom lugar, sinto isso!!!
    Abraços meu amigo querido!!!

    ResponderExcluir

Meus amigos e visitantes, obrigada pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler, visitarei a cada um em forma de retribuição pela amizade que pra mim é fundamental, beijos e abraços apertados!

Ivone H Sato